quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Feliz Ano Novo


Sempre bom dar um tempo pra gente, mesmo quando o tempo é de pensar sobre a gente.Talvez isso tenha acontecido, talvez a gente tenha dado um tempo do blog, dessa obrigação de escrever porque tava ocupada demais pra pensar. A ideia desse espaço aqui surgiu nas nossas últimas longas ferias  e pelo andar da carruagem, começo a entender que uma das funções das ferias é fazer a gente parar pra pensar: fechar pra balanço.



Pois bem,passadas as festas, passado o carnaval vem o momento de ressaca. Ressaca física, ressaca mental, quiçá moral (nããããão, moral não, porque a gente faz e assume o que faz).Pensei aqui numa definição de ressaca e achei uma que se encaixa no que eu quero dizer : "Fluxo e refluxo".O que eu experimento no momento é bem isso. Fluxo e refluxo de sentimentos com relação a muita coisa e a muita gente.

A velha historia de não saber exatamente o que ou quem eu quero, mas saber exatamente o que e quem eu não quero...e nada da piadinha "O que eu quero Mário Alberto?" não... o que eu quero vai mais além e não é "só" isso ou aquilo.Eu quero um ano diferente, eu quero continuar me descobrindo aos poucos, vivendo o que eu não vivi e (agora o desabafo) aprender com os erros e com os errados.

Se é pra errar, então que seja diferente. É só o que eu quero, que o ano seja diferente, que a vida mude de novo daqui pra frente.É isso aí, ano novo (sim,porque agora é que o ano começa,depois dessa última festividade quase natalina, chamada carnaval), vida nova, perspectivas novas, expectativas novas,"persxpectativas" novas ou tudo isso antigo,mas renovado.

Renovado de um jeito saudável. Quero manter só o que me faz bem, só as pessoas que me fazem bem, as relações que me fazem bem, mesmo que estas não sejam mais como antes, mesmo que tenha mudado alguma coisa sem um motivo muito claro.Enfim, tirando a poeria acumulada desde o ano passado, mudando os móveis de lugar, reformando o que precisava : Feliz Ano Novo gente linda.

Nina

Read More

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Carta às moças da minha familia.

Oi Meninas, 

Eu acho que eu nunca agradeci publicamente por vocês serem quem são e como são.
Nunca agradeci por serem a minha outra familia, porque é isso que vocês são, a extensão da minha casa, as pessoas pra quem eu sempre vou voltar se nada der certo e se tudo der certo.São vocês, Nina, Tê, Gabi e Alê, meus amores de quem eu mais sinto falta de ver e abraçar todos os dias, de quem eu mais tenho saudade de sentir preguiça no capsi quando vocês começavam a falar demais e quando vocês não riam da minha piada sem graça. 


Eu nunca agradeci pelas listas assinadas, pelas alegrias, pelas conversas nada a ver do facechat.Nunca agradeci por confiarem em mim acima de qualquer coisa. Por vocês serem diferentes dos outros e por serem ranzinzas as vezes, suas velhas resmungonas! Por agirem como crianças bobalhonas, quando necessário.Pela nossa Caravana pro programa do Silvio Santos que nunca aconteceu e pelas nossas discussões, poucas, mas honestas.Pelos nossos segredos compartilhados, que continuam segredos.

Por aguentarem a minha chatice quanto a formatação dos textos no blog. Eu sei que eu não sou lá muito fácil. Por ouvir sobre todos os meus rolos e por não saber exatamente sobre qual eu estava falando. Por chorar junto comigo, por chorar no meu ombro. Pelas nossas mães. Irmãs, Irmãos, namorados e agora, cachorrinhos. Pelos cupcakes da Tereza, os bolos de Cenoura da Alê e por todas as coisas gostosas que comemos na casa da Nina. E pelo fato da gabi não cozinhar,rs. 

Obrigada por responderem minhas sms's desesperadas, me aguentarem verde no skype, por colocarem freio em mim. Precisava, ainda preciso. Eu só queria mesmo dizer que amo vocês, TODAS, que morro de saudades todo dia e que cada abraço é como se fosse o ultimo. E se tem uma razão pela qual eu não quero que o mundo acabe é pra poder aproveitar todos os anos ao lado de vocês! 

Com amor.
Rah

Read More

sábado, 8 de dezembro de 2012

O PINGUIM!

Isso é o que acontece quando as moças se juntam pra escrever um texto! 

Gabriela:


:D
HUSAHSAHA
então
como vai ser? sobre o que vai ser?
Marina Ziviani

eh nóis
hein
vamo falar de pinguim?
kkkkkk
Raquel Batista:

uhuhu
 Marina Ziviani

parece
 Gabriela
pinguim
Raquel Batista :

SIIIIIIIIIIIIIIIM
Gabriela
vamo fazer uma introdução séria
e depois falar do pinguim tadeu
Marina Ziviani:

que tadeu?
Raquel Batista:

ok
mas vai ser sobre o que ?
que tadeu?:
 Gabriela
vou achar a imagem
Alexandra Cardoso wrote:

que que ta acontecendo gnt?!?!
to perdida
Raquel Batista :

HAUSDHUASHUASHuah
o Bonde
Marina Ziviani

oooh ale chegou
 Alexandra Cardoso

chegueiii

 Marina Ziviani

vamo escrever juntas alê, um texto aleatorio, começando serio e depois falando sobre o pinguim tadeu

que a gabi vai falar quem eh agora
Gabriela

 Alexandra Cardoso wrote:

quem é o pinguim tadeu?
 Gabriela

esse pinguim

não me julguem

HUSAHUSHAUSHAUSHAUHSA
Raquel Batista

<33333
 Alexandra Cardoso

hahahahahahahahaha.... curti
Raquel Batista

awkward penguin
Gabriela

a importância dos estudos

até para os pnguins

HUSAHUSHAUSAHUAHUHSUHSA
 Marina Ziviani

dorei tadeu
 Raquel Batista

HAHAHHAHAHAHHA
eike bobagem
Gabriela

ahaaaaaaam
Marina Zivian

só uma pergunta
Gabriela

a gente podia fazer um texto que nem o fabio coala faz no mentirinhas, mas sem as ilutrações dele, ele pega um tema e discorre sobre
 Raquel Batista
han
?
 Marina Ziviani

estamos no fb pq vamos todas ficar em ksa hoje? eh isso mesmo?
Gabriela

AHAM
 Alexandra Cardoso

aham
 Marina Ziviani

<3
 Raquel Batista

ISSO MESMO
 Marina Ziviani

woooooow entao maos a obra
 Alexandra Cardoso
o começo do texto vai ser serio
mas sobre o que??
 Raquel Batista

Gente bonita que a gente conhece no banco
 Gabriela

cê conhece?

ow

me lembrei de uma farmácia

tinha dois caixas

um gatinho e outro
 Alexandra Cardoso
gente bonita que a gnt paquera no teatro vale?
 Gabriela

o outro me chamou
 Marina Ziviani

levei um tapa na testa de um gato no onibus sexta feira
Raquel Batista

vale
Marina Ziviani

ganhei! hauheuhaeuae
 Gabriela Ferreira Marques wrote:

mas era tão simpático mas tão simpático, que fiquei mais feliz dele ter chamado q o bonito

COMO É MARINA?
 Raquel Batista
aiaiaia
Marina Ziviani

serio. tava do meu lado, naquele banco solitario la da frente, perto do vidro, eu tava sentada

fui me ajeitar no banco ao mesmo temo q ele foi se ajeitar, ele bateu a mao na minha testa

doeu

heuaheuaeu
 Raquel Batista

haushduahsd
 Alexandra Cardoso

hahahahaha....
Raquel Batista
dai ele pediu desculpas

e te deu o cartão
Marina Ziviani

sim
 Raquel Batista

pro seguro de vida
Gabriela

cartão?
 Marina Ziviani

nao, a aliança no dedo direito pediu desculpas tbm
 Raquel Batista

é igual quando batem no carro

Gabriela

achei q tinha rolado uma paquera
 Raquel Batista

e dão o numero do seguro
 ...direito ?
pfff
¬¬
Gabriela
isso foi só uma amostra gata, quer assinar um contrato e ter aventuras comigo?
, Marina Ziviani

haueheuaheueu
 Alexandra Cardoso

kkkkkkkkkkkkkk
Gabriela
então

serão pinguins ou pessoas bonitas?
Marina Ziviani

mas q q fila do banco tem a ver com o tadeu?
 Gabriela
kkkkkkkkk
Raquel Batista wrote:

hUASHDuahsuhsuh

só queria compartilhar
 Alexandra Cardoso

tipo isso
Gabriela
ai deus
Marina Ziviani
ah tá
 Alexandra Cardoso

posso compartilhar tbm!!!!
Marina Ziviani

pode

eu respondi sua msg,mas nao enviou
Gabriela

ai que amor <3

compartilha
Raquel Batista

pode
Marina Ziviani

conta do careca pras meninas
 Alexandra Cardoso

nao consegui assistir a peça da minha irma pq fiquei fascinada com o careca gato que tava sentado na minha frente
 Marina Ziviani
kkkkkkk

e aí?
Alexandra Cardoso
e ai.....
 Gabriela

e ai
Alexandra Cardoso

que ele tava acompanhado com uma ana

anã
Marina Ziviani

puta merda
Gabriela

ana anã?

HSAUHSUAHSAUHSUAHSAUSHHSA
 Alexandra Cardoso

só anã
esqueci do til
Gabriela

achei que era muita sacanagem pra uma situação só

anã de verdade?

1,20m ?

:o
Alexandra Cardoso

ela era menor que vc gabi
Marina Ziviani wrote:

Deus me livre
Alexandra Cardoso

bem menor
Gabriela

xeçuis
 Alexandra Cardoso

isso ja é carma
 Raquel Batista

cruiz

 Marina Ziviani

medo
Alexandra Cardoso
enfim
falando de coisa boa: o texto??
 Gabriela
o texto

como será?
 Raquel Batista

ai Brasil

escrevi 4 textos hoje
acho que a fonte secou
rs

só consigo pensar em pinguins

hahahah
 Gabriela
UHDUAHUHUHSUAH

credo
 wrote:

se eu fosse um pinguim
Gabriela

escrevi nem em conversa direito hoje

=(
 Marina Ziviani

ia ter alguns probemas

é ave, nao tem cara de ave, nem voa

mas todo mundo fala q ele é ave
Gabriela

se eu fosse um pinguim estaria sapateando
Marina Ziviani

só q ele nada....
Gabriela
não voa mas escorrega no gelo
:D
weeeeeeee
 Raquel Batista

Eu tenho uma foto de um pinguin
 Alexandra Cardoso

muito maislegal
Marina Ziviani

pois é....
Raquel Batista

que eu mesma tirei

coisa mais linda
Gabriela

sai daqui

sauhsauh

eu lembro a primeira vez que vi o pinguinzinho

<3
 Marina Ziviani

de um pinguim?
onde?
Raquel Batista

uhum
Gabriela

pinguim mais próximo é o da geladeira da minha vó

vdd
 Raquel Batista
xô mostrar
 Gabriela
cabô os pinguim de geladeira né?
 Marina Ziviani

no meu caso o mais proximo eh aquele link q tia manda, do pinguim escrevendo seu nome no gelo
cabou...
Gabriela

tudo acabando

qual é a decoração brega da vez?
O
 Alexandra Cardoso

que fofooooo
Marina Ziviani

ooooown
Raquel Batista

Coisa mais linda
 Marina Ziviani

onde foi?
Raquel Batista

acho que eram filhotinhos
 Gabriela

*-*
 Raquel Batista wrote:

pq é muito pequininho

em Natal
Marina Ziviani

O.o
 Raquel Batista wrote:

claro que

no aquaria de lá
pq né

natal é quente as hell
Marina Ziviani wrote:

é...
q nem bh
acho q a gnt devia pubicar essa cvsa

(...) FIM!

Read More

domingo, 2 de dezembro de 2012

Sabe dica boa? SEI



Reflexivo e ultra romântico é como eu resumo esse último disco de , ninguém menos que Nando Reis! o ruivo divo simpático e talentosíssimo.
Trata-se de seu 9º disco em carreira solo, acompanhado mais uma vez pelos digníssimos infernais, o disco SEI tem de tudo um pouco.
Amores mal resolvidos, amores bem resolvidos , amores que serão declarados ainda (ou não),amores que se foram e não queriam ir ...E antes que você me chame de veadinha romântica eu lhe digo, caro leitor, não estou falando só de amor homem e mulher não. As letras cabem pra diversas situações, é trilha sonora pra vida, minha gente!! 
O disco começa com um resumão da vida dele, em Pré-sal ,Back in Vânia chama atenção desde o nome da música, de volta para a antiga companheira, e por declarações feitas sutilmente (como sempre) a respeito da vida pessoal!
O lado super ultra mega romântico aparece ,como sempre, na maioria das canções...
As preferidas desta humilde fã que vos fala são:
Sei, Persxpectativa e O que eu só vejo em você!
Gente, é amor demais!! 
Uma novidade bacana é o preço do CD, o valor varia de semana em semana, e quem determina a média de preço são as pessoas que acessam o site www.nandoreis.com.br. Lá você pode ouvir o disco todo e depois disso dá sua opinião de quanto vale. 
Enfim, as músicas estão ótimas, o CD está lindo, a arte linda , e o show aaah o show  perfeito,como sempre!

Read More

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Xícara de açúcar: Magra depois do fim.


"Dizem que mudança é a lei da vida...e eu fui convidada pra falar aqui sobre mudanças...

Devo falar sobre a lei da vida? Não...não tenho bagagem pra isso não. Posso falar de mudanças físicas, de adaptações e descobertas emocionais. Há três anos  me submeti a uma cirurgia que foi o grande empurrão pra sair de uma história de vida obesa pra uma nova vida, provavelmente magra. Digo provavelmente porque foi um salto pro nada, um tiro no escuro, um jogo  de tudo ou nada. Podia dar tudo certo ou tudo muito errado.Graças a Deus, aos médicos, a mim, aos cuidados da família e dos amigos, na verdade graças a tudo isso junto, deu tudo muito certo.
Sim, o objetivo da cirurgia foi alcançado e veio a "magreleza" , como muitos dizem...E essa, meus caros, tem um preço, alto e bom , ao mesmo tempo. Nenhuma mudança é fácil de encarar, principalmente as muito radicais. Encarar um novo corpo, muito menor do que o antigo,mas muito mais exposto não é fácil. A sensação é a seguinte: antes eu era enorme , mas ninguém me enxergava. Agora eu sou bem menor, dimensões proporcionais, nada muito diferente do resto do mundo, e todos me enxergam. Lidar com todos esses olhares não é nada fácil, reconhecer-se no espelho menos ainda! Uma loucura isso, olha pra foto e o que vem à cabeça é "que moça parecida comi....óó sou eu!" 

E toda uma vida presa dentro de um corpo enorme, corpo esse que não me permitia ser do jeito que eu sempre quis. É nesse momento que vem a frase de todos "Você mudou muito, você não era assim". Na verdade eu sempre fui, sempre quis ser do jeito que eu sou, mas não tinha espaço, físico mesmo, pra isso, não tinha saúde nem ânimo. E aos poucos, a grande camada de gordura foi saindo, e com ela,  a grande camada de vergonha, de necessidade de aceitação. Agora eu não preciso mais me manter "na linha", ser educada, gente fina pra agradar ninguém. Eu tive que me adaptar a não ser mais "a gordinha gente fina",  e ser só a "marina gente fina".

Difícil lidar com as perdas também. Perdi quilos, peitos, roupas e  até amigos, amigas em sua grande maioria, que depois eu percebi que não eram tão amigas assim. Meninas que confessaram que ficariam com medo da competição. Competição!!! Juro que ouvi isso e a pessoa realmente se afastou,depois ela voltou  mas já era tarde demais.

Lidar com a perda de pessoas nunca é fácil.
Pros quilos eu dei um adeus bem dado, pros peitos um adeus sofrido (mas ele vão voltar,turbinadíssimos).
Mas, por outro lado, ganhei muito!!! Ganhei uma felicidade , um bem estar, um amor próprio que não tem explicação! Ganhei novos amigos, ganhei novos "amores", ganhei novos planos de vida! E a sensação constante de querer aproveitar cada dia, o máximo possível! Dias bons e ruins, porque como qualquer ser humano normal,  nem tudo são flores.

Agora que eu falei, falei, falei, deveria fazer uma conclusão pra resumir tudo. Mas como resumir uma vida inteira em um único texto? Como resumir sensações que eu não sei explicar? Não sei me fiz entender, é tanta coisa pra falar sobre isso que eu deveria escrever um livro. O que eu quero dizer é que houve uma mudança,  esta não foi nada fácil, mas no fim das contas, se veio o bem estar comigo mesma, a mudança foi boa!
Tudo valeu a pena!E hoje sou magra porque sou mais feliz, ao contrário do que muitos pensam, que sou feliz por ser magra. "
Marina Ziviani


Este texto foi escrito para o outro blog de uma de nossas moças, blog este que considero de utilidade pública!
http://magradepoisdofim.blogspot.com.br/
Acessem ,leiam, comentem :)

Read More

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

TÁ QUENTE!!!

   Ai, esse tempinho maravilhoso de Belo Horizonte (e grande parte do país, como dizem as ~~pessoinhas do tempo)... Essas mudanças bruscas de temperatura só me lembram uma coisa:




   E no momento, as temperaturas estão acabando com nossas produções, nossos cabelos escovados, nosso bom gosto pra roupas, nosso ânimo, e blábláblá. Se não estivesse tão quente, nós revoltaríamos com placas contra o calor.
   Mas algumas coisas podem ser feitas para aplacar essas sensações desagradáveis, sigam comigo!

1º BEBER ÁGUA, MUITA ÁGUA


   É, meus amores, tempo muito quente e seco, e ninguém pode dar bobeira e pedir uma desidratação, portanto, consumam bastaante líquido, tá valendo água, suco, água de coco, frutas como melancia e por aí vai...

2º NÃO EXAGERE NAS COMIDAS PESADAS

   Nada de feijoada, galera ! Aproveite que o açai tá bombando desde o verão de 2007 e abuse das coisas geladinhas, sorvetinhos e coisa e tal. Uma saladinha de fruta também vai bem...Lembrando que o ingrediente principal da salada é a fruta e não o leite condensado, ok ?  






3º USE ROUPAS FRESQUINHAS E CONFORTÁVEIS

   Pras moças (e pros moços que curtirem também): agora é a hora de tirar aquele vestidinho (ou outras peças) de linho, seda, chifom, crepe, malha, e etc e etc e etc, que são muuito mais confortáveis que uma calça jeans apertada, né?




4º USE FILTRO SOLAR

   Não sou o Bial, mas a dica vale. Filtro solar não é só pra quando bate vontade de cair na piscina (sonhando com piscina), é pra quando estamos expostos ao sol, e isso, claro, inclui o tempo em que mofamos no ponto de ônibus. Então faz favor de evitar queimadura e câncer de pele!




5º VAI PASSEAR

   Não, isso não foi um xingamento. Foi uma mensagem dos deuses para todos nós. É hora de sair do quarto, da sala, do armário, pra sentir o que existir de vento nesse momento. Entrar numa piscina, numa banheira, ver o mar de pertinho (inveja de quem pode no momento), em algum chafariz de BH <3... É hora de visitar uns parques municipais, umas pracinhas arborizadas,etc. Mas lembrem-se dos itens 1 e 4 dessa lista, hein????














Bom calorão pra vocês!!!










Obs.: imagens retiradas do senhor google, se for the owner, só entrar em contato pra ter os créditos ou pra gente tirar da postagem. =*

Read More

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Eu quero uma mochila de carrinho :o

A triste realidade de crescer e virar um adulto. Ou ao menos deixar de ser criança. Uma carta para a vida, essa ingrata que roubou minhas fantasias, meu sonho de viver a vida e o ar.


(Começo dizendo sobre a bosta que é essa música! “vida devolva meu sonho de viver a vida”. Coerência, cadê? Ah é! To falando com a vida, né? Nada de coerência...)
Bom, tá certo que eu não necessariamente cresci. Fui votar e acharam que minha prima de 11 anos era mais velha que eu. Acho que minha mãe não pôs fermento o suficiente na mamadeira. Chatiada. Mas enfim, me disseram que agora (na verdade tem uns anos já) eu sou ~maior de idade~~~~~ e responsável por todos os meus atos. Vamos frisar: TOOOOOODOS os meus atos. Eventualmente pelos seus, os da minha mãe e os dos vizinhos. E obviamente que pelos do meu cachorro também. E eu nem tenho cachorro, hein! Haja costas para carregar isso tudo.
Bom, eu tenho escoliose and lordose. Porque quando a vida resolve que vai cagar para você (ou em você, nesse caso, a gramática abre exceções), ela caga mesmo! PAUSA: na altura do campeonato, o word vem me sugerir que eu troque “cagar” por “defecar”. Faz coraçãozinho com a mão. DESPAUSA. Não dá para carregar isso tudo assim, apoiado numa coluna capenga, né? Nem adianta dar a idéia de carregar na cabeça, que nem lavadeira com as trouxas de roupa, não tenho equilíbrio para isso, meus amores. Será que rola de colocar todas as responsabilidades em uma mochila com carrinho?
A pior parte é pensar que se todo poder tem por trás grandes responsabilidades, a recíproca não é verdadeira. O único poder que eu tenho é o de escolher meus sapatos antes de sair de casa. E um batom, horroroso por sinal. Acho que eu seria uma pessoa muito mais feliz e realizada se eu tivesse o poder, ainda que uma vez por ano só, de sumir do mapa. Ou fazer sumir do mapa as pessoas ignorantes, chatas e burras, que aí seriam 2/3 do mundo. Mas me disseram que o motivo pelo qual eu quero isso é a minha intolerância. (E eu vos digo que o único motivo pelo qual vocês que me chamam de intolerante não somem do mapa é que eu não posso...)
Quando eu era menor, e sim, isso é possível, eu achava que com 18 anos eu já seria uma adulta. E que como adulta eu teria mais poderes que deveres, mais direitos que responsabilidades. Óbvio que eu queria ser uma adulta como a minha mãe. É óbvio também que não demorou muito para descobrir que eu deveria ter ido com Peter Pan ser feliz na Terra do Nunca. Essa coisa de crescer e só ganhar responsabilidades (sem poderes, nem docinho) não combina com o grande ideal que me contaram que a vida tem: não dá para ser feliz assim.
Aí vida, eu sei que você é uma tremenda de uma filha da mãe sem calças, e que não vai me devolver minhas fantasias, nem meu sonho de viver a vida. Eventualmente você me devolverá meu ar. Até porque, para continuar nessa relação sadômazô, eu preciso respirar um pouquinho. Mas bem que podia ser mais descolada, né? Podia pelo menos aliviar a tensão aqui da ‘cacunda’, tá complicado carregar isso tudo. Ou então montar um esquema de recompensas no qual, para cada quilo de responsabilidade, eu ganho um quilo de guloseimas... Só sei que desse jeito ta ficando complicado agüentar com um sorriso na cara. Que acordar pela manhã e viver nesse mundo-cão (coitado do cão que não tem nada a ver com essa história) não combina com ~~aproveitar a vida.
O fato é, sra. Vida. Não sobrou mais ninguém pra reclamar uma mãozinha. Eu queria poder voltar no tempo para aproveitar e ser ainda mais criança do que eu fui. Já que essa coisa de poder não vai funcionar, só queria solicitar a tal mochila de carrinho para ajudar a carregar o peso das responsabilidades. Quem sabe eu não a uso para despachar tudo pra bem longe daqui...

Desde já grata,
Uma moça.

Read More